A Oração: comunicação sagrada com Deus

A_oracao_comunicacao_sagrada_com_deus

Compartilhe:

Facebook 0
Google+ 0
Twitter
WhatsApp
Email
Print

A oração, instrumento para expressar nossa devoção, deve ser o meio utilizado para alcançar e cultivar nosso contato com Deus. Para orar é necessário ter fé e assumir uma atitude de entrega que nos permita acessar a parte mais profunda do nosso ser, sem necessidade das explicações características do nosso corpo mental.

Muitos de nós crescemos ouvindo das mães o quanto é importante orar para pedir ao Pai Celestial tudo que precisamos: proteção, alimento, emprego, sucesso. E é assim que seguimos fazendo uso das orações, suplicando ao Pai tudo aquilo que nos parece necessário para ficarmos satisfeitos neste mundo. Oramos para pedir por nós, por nossos familiares, por nossos amigos.

Ao contrário do que nos foi ensinado, as orações devem ser utilizadas como pontes para chegarmos a Deus, para agradecermos seu infinito amor por nós, manifestado através das dádivas infinitas que nos cercam cotidianamente. “Recordei, então, que nunca fixara o Sol, nos dias terrestres, meditando na imensurável bondade daquele que no-lo concede para o caminho eterno da vida” (Nosso Lar, 27).

Orar é uma ferramenta para nos conectar com a energia divina que habita dentro de nós e que precisa se manifestar neste mundo em forma de dádivas para nutrir a vida dos nossos irmãos. “O pensamento elevado santifica a atmosfera em torno e possui propriedades elétricas que o homem comum está longe de imaginar” (Missionários da Luz, p.46). Através da oração recebemos força, alento e orientações divinas para nos guiar e fortalecer em nossa caminhada, descobrindo como usar nossos dons em benefício da coletividade.

O homem vulgar ignora que toda manifestação de ordem, no mundo, procede do plano superior. A natureza agreste se transforma em jardim, quando orientada pela mente do homem, e o pensamento humano, selvagem na criatura primitiva, transforma-se em potencial criador, quando inspirado pelas mentes que funcionam nas esferas mais altas. Nenhuma organização útil se manifesta na crosta terrestre, sem que seus raios iniciais partam de cima (Nosso Lar, p. 52).

A dedicação diária a momentos de oração nos possibilitará a percepção do que Deus deseja de nós diante das situações que estamos vivenciando. Através da sintonia com a energia divina, que preenche todos os lugares deste universo, seremos capazes de realizar obras de grande utilidade para a humanidade, regidos pela profunda inspiração de Deus. Por isso, antes de iniciarmos qualquer atividade que desejamos, é muito importante nos sintonizar com a energia divina para receber as orientações devidas.

A verdadeira marca de um Sai bhakta (devoto de Baba) é esta firmeza. Ele não se desvia deste caminho, seja pelo cinismo seja pela sedução da ponpa luxuriosa. Ele se põe em prática os ensinamentos espirituais e conhece o imensurável ganho que eles propiciam (SAI BABA, 1997, p. 209).

Tenho uma fé profunda e uma grande devoção a Sai Baba, mestre espiritual indiano que faleceu este ano (2011) na Índia. Mantenho uma conexão profunda com ele e conto com sua presença iluminadora e reconfortante em meu caminho, inclusive me guiando durante toda a elaboração deste livro, parte significativa de meu compromisso de serviço nesta existência.

Escrito por Silvana Medeiros