Medicina Vibracional

Medicina_vibracional

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print

Fora da esfera religiosa existem alguns sistemas de cura energética disponíveis para os que procuram ajuda terapêutica. Existe uma vasta teoria explicando o funcionamento dos chakras e nadis e a maneira para equilibrá-los.

Em minha escola de estudos espirituais, conheci um método de terapia energética de cura baseado nos centros principais de forças do nosso corpo etérico. Neste método as aplicações são feitas em cima dos chakras com o objetivo de harmonizá-los.

A medicina vibracional é um campo em lenta evolução voltado para a compreensão da energia, das vibrações e do modo como elas interagem com a estrutura molecular e o equilíbrio orgânico. Na verdade, a medicina vibracional é a medicina einsteiniana, uma vez que é a equação de Einstein que nos proporciona a informação fundamental para a compreensão de que energia e matéria são uma coisa só (GERBER, 1997, p. 54).

Os sistemas de cura através da energia levam em consideração a função dos chakras descritas anteriormente no capítulo três. Os terapeutas que utilizam estes métodos fazem o diagnóstico de cada um dos chakras e prescrevem as aplicações de acordo com os problemas identificados em cada um deles. “A melhor maneira que descobri de perceber o estado dos chakras é usar um pêndulo, dispositivo que ajuda a aumentar sua sensibilidade ao fluxo de energia, porque atua como amplificador” (BRENNAM, 2000, P. 130). Contudo, como citado anteriormente existem dispositivos tecnológicos para avaliar o funcionamento dos chakras.

Durante as sessões de aplicação os terapeutas com mais experiência conseguem acessar informações que podem servir de orientação para o cliente disposto a modificar os seus hábitos. Obtive bons resultados com a utilização deste método. Além da melhoria dos sintomas, recebi informações que me ajudaram a transformar minha maneira de pensar, sentir e agir. Também aprendi a utilizar o método para o benefício de outras pessoas. Um dos aprendizados mais importantes quando entramos em contato com os sistemas de terapia energética é perceber que a energia deve permanecer em movimento, e que muitas de nossas enfermidades resultam de energia estagnada.

A harmonia dos chakras pode ser afetada por diversos fatores: a maneira como pensamos, sentimos e agimos, nossa alimentação, os ambientes em que vivemos, a falta de contato com a natureza, etc. Por isso aprender como lidar com nossas energias pode revelar informações importantes sobre nossa maneira de estar no mundo, e as estratégias necessárias para reencontrar a harmonia.

Em uma das aplicações que recebi o terapeuta me falou que sentiu pouca energia em meu chakra cardíaco, e que isto podia ser resultado de uma dificuldade em acolher alguma situação que estava sendo vivenciada. Esta informação me ajudou a reconhecer que estava rejeitando o novo trabalho que assumira e a me abrir para acolher o novo com fé e esperança. Este tipo de informação chega à medida que o cliente está pronto para ouvir o terapeuta.

Após o término do tratamento com os sistemas de cura através da energia também pode ocorrer uma recaída, se durante as aplicações o cliente não buscou sanar as causas que estavam gerando seu desequilíbrio energético. As causas podem ser de ordem física, emocional ou mental.

Os sistemas de cura energética limpam e harmonizam o corpo energético do enfermo, mas se os problemas físicos, emocionais ou mentais não forem resolvidos, nossa energia entrará novamente em desarmonia e a doença voltará.