Ouvindo a voz do silêncio

Ouvindo-a-voz-do-silencio

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook 0
Share on google
Google+ 0
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print

Vivemos ocupados ou preocupados com trabalho, dinheiro, compromissos diversos etc., e quando nos sobra um pouco de tempo livre geralmente nos dedicamos a atividades que envolvem sons ou imagens. Então, quando silenciamos? Muitas vezes tenho dificuldade em calar minha própria mente na hora de dormir, que tagarela sem parar sobre tudo que foi experimentado no dia ou sobre as preocupações com o amanhã. Viver em meio ao barulho tem um preço muito alto para nossa saúde porque deixamos de escutar a voz do silêncio interno, que nos oferece orientações sobre as reais necessidades: alimentares, afetivas, mentais e espirituais. Já tive algumas experiências, através de tipos variados de meditação, que me possibilitaram perceber graves equívocos em minhas escolhas. A voz do silêncio fala sobre o que nossos corpos precisam: o que comer, no que trabalhar, com quem se relacionar, o que ler e estudar, como chegar a Deus etc. As crises de depressão que tive foram consequências de momentos em que escutava escutando apenas o barulho externo e interno. Saí de cada uma das crises com a ajuda da voz do silêncio. A maneira mais simples e eficaz para ter as primeiras experiências com a voz do silêncio é no contato com a natureza: na praia, na cachoeira, no campo, em baixo de um árvore etc. Experimente e veja o que acontece.