Como escolher um Terapeuta? um facilitador em nossa jornada de cura espiritual

Como-escolher-um-Terapeuta-um-facilitador-em-nossa-jornada-de-cura-espiritual

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook 0
Share on google
Google+ 0
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print

Quando adoecemos também nos fragilizamos emocionalmente, ficamos mais carentes e necessitados de atenção e cuidados. É neste momento que partimos em busca de um médico e/ou de um terapeuta. Há uma diversidade muito grande de opções de tratamentos e profissionais no mercado, o que pode nos deixar confusos e passiveis de encontrar pessoas que se colocam no mercado sem a devida formação, que inclui técnica, habilidades interpessoais e compromisso com a ética. Já tive boas e más experiencias ao procurar um terapeuta para me cuidar.

O antigos Terapeutas eram bastante próximos dos antigos chineses, que chamavam seus locais de acolhimento de observatórios: lugar de observação do corpo e suas dificuldades; do mental, pensamentos, desejos, sonhos e imagens que nos habitam; e também dos instantes de silêncio, do não-mental, de claridade, da pura presença que podem chegar a nós. Isso nos inspira a estimular que nossas instituições respeitem mais todas as dimensões do ser humano: não esquecer, obviamente o físico e o psíquico, mas considerar, também que somos seres espirituais. (Texto do livro de Jean-Yves Leloup, A Arte de Cuidar, pag. 23)

Em meu livros Saúde e Espiritualidade e Saúde Emocional descrevo minha trajetória em busca de cura, e como escolhi tratamentos e terapeutas que realmente me ajudaram na busca da saúde me ajudando a encontrar meu caminho espiritaul. Alguns dos critérios que me ajudam a escolher um terapeuta são:

1)Empatia e identificação, preciso me sentir aceita e compreendida pelo ser humano terapeuta;

2) Responsabilidade dele para estabelecer os limites do seu método.

3) O respeito que demonstra para com outros profissionais e métodos;

4) Coragem para estabelecer uma relação de igualdade comigo;

5) Amorosidade para me receber e me conduzir;

6) Segurança quando fala de seu método, me explicando como este funciona;

7) Coerência em relação a sua vida e seu método, mostrando que se trata dentro do sistema que defende.

8) HUMILDADE: Só confio em terapeutas/seres humanos que já descobriram que somos apenas facilitadores para que cada ser humano descubra seu próprio caminho, pois não existe receitas e ou regras para este percurso, é único e individual.