AFRODITE: A Deusa do amor promove os encontros amorosos

AFRODITE-_A_Deusa_do_amor_promove_os_encontros_amorosos

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print

Uma jornada de aprendizado amoroso começa com uma paixão, uma inexplicavelmente atração sexual, afetiva ou até mesmo intelectual. Não conseguimos explicar racionalmente o que nos chama a atenção no outro: a maneira de falar, a forma de ver a vida, a delicadeza, as formas sinuosas, a força…etc. Mas, embora tenhamos poucas informações queremos nos aproximar e conhecer o objeto de nossos sonhos e desejos. E quando correspondidos nos entregamos a deliciosos momentos de prazer e encantamento. Vivenciamos sensações e prazeres embriagantes. Entre carícias, cheiros e abraços nos sentimos perdidos em um turbilhão de vivências que não damos conta de entender ou explicar.

Esta súbita experiência do apaixonamento na mitologia grega é provocada pela deusa do amor: Afrodite. A deusa do amor desperta em nós o impulso para o envolvimento amoroso com o outro. Este despertar pode ter uma origem sexual, emocional, intelectual ou espiritual. Cada uma destas motivações é sagrada e essencial para o nosso crescimento pessoal. A paixão tem uma força poderosa e nos ajuda a sair de nosso lugar de conforto, em que nos sentimos seguros por conhecermos as regras. Quando nos aproximamos de alguém nos tornamos vulneráveis e começamos uma bela viagem de autoconhecimento, pois teremos que lidar com sensações novas, posse, ciúme, expectativas, apego, desprendimento, egoísmo, flexibilidade, perdão, cobranças. Enfrentando cada uma das situações que a relação amorosa oferece, alegrias e tristezas, gozo e desespero, certezas e dúvidas, inevitavelmente aprendemos a amar. Por isto viva a paixão e o amor.

Quando Afrodite aparace em uma carta do Ta Mitológico ela está nos informando que estamos prontos para vivenciar uma relação amorosa.