Carl. G. JUNG e a Linguagem dos SÍMBOLOS

Carl_G_JUNG_e_a_Linguagem_dos_SiMBOLOS

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print

O caminho do autoconhecimento só é possível quando aprendemos a compreender os significados ocultos dos símbolos. A LINGUAGEM do INCONSCIENTE é simbólica, nela está expressa toda a história da humanidade, seus valores, crenças, padrões de comportamentos e sentimentos, que orientam nossas escolhas sem que percebamos. Muitas das decisões que tomamos em nosso cotidiano obedece a um roteiro que já está pré-determinado no inconsciente coletivo, por isto temos a tendência a repetir a história de nossos pais e familiares, inclusive os erros e sofrimentos.

Assim, uma palavra ou uma imagem é simbólica quando implica alguma coisa além do seu significado manifesto e imediato. Essa palavra ou esta imagem tem um aspecto “inconsciente” mais amplo, que nunca é precisamente definido ou inteiramente explicado….Quando a mente explora um símbolo, é conduzida a idéias que estão fora do alcance de nossa razão.

Carl. G Jung, O Homem e seus símbolos, 2008

Jung se dedicou a entender a relação destes símbolos com o funcionamento de nossos processos psíquicos, ele entendia que nosso inconsciente se relaciona com o consciente através dos símbolos. O conflito entre o inconsciente e consciente leva a doença e dissociação. Para Jung precisamos aprender a interpretar as informações trazidas pelos símbolos para encontrar uma maneira de satisfazer nossas necessidades mais íntimas. Jung utilizava o Tarô, através dos símbolos contidos nas cartas, para ajudar seus pacientes a entender e satisfazer suas necessidades inconscientemente reprimidas e encontrar a cura.

Vejas as informações sobre os nosso curso de Tarô. Informações 991033557 ou 987234921